1/13/2015

UMA GEOGRAFIA INUSITADA


A capa do livro


O autor: Marcos Mergarejo Netto.



Acompanhei a uma certa distância, mas sempre com grande interesse, o desenvolvimento da tese de Doutorado pela Unesp - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho do cataguasense Marcos Mergarejo Netto.

Pelo título já dá pra despertar uma atenção especial: "A Geografia do Queijo Minas Artesanal", ou seja, um estudo de pós-graduação sobre o queijo minas! Imagine o leitor.

Pois foi nesse tema inusitado que buscou fundamentos o professor Marcos Mergarejo, graduado em Geografia e História, com experiência maior em Geografia Humana.

Após inúmeras leituras e diversas viagens – até ao exterior –, foi defendida e aprovada a tese em 2011, e tratou-se de imprimir o resultado, o que, depois de muitos esforços, se efetivou. Surgiu então a obra nas suas 429 páginas, com 23 ilustrações coloridas, num trabalho também bem executado graficamente e com encadernação costurada, o que traz uma boa comodidade para a leitura.

A obra tem sete capítulos, todos revelando uma pesquisa séria e de profundidade, começando por "O queijo no tempo e no espaço", que faz um levantamento completo da existência do queijo desde a Antiguidade, passando pelos monges da Idade Média, pela expansão do produto no período moderno até a sua disseminação pelo mundo, já na contemporaneidade.

Os segredos e a arte de sua fabricação ocupam o segundo capítulo, onde se conhecem desde o leite, o coalho e o fermento bem como todos os tipos e sabores. Chegamos ao queijo em Minas Gerais no terceiro capítulo, em que o autor fala dos viajantes na Capitania e sobre a Minas agrária. Seguem-se outros capítulos sobre os demais queijos, além das origens e dos produtores do queijo minas artesanal.

Mas tudo isso ainda é pouco se se falar nos conhecimentos que essa pesquisa alcançou, trazendo para o texto os usos e costumes, viagens e explorações, tradições familiares e tudo aquilo que forma a cultura dos povos que se viram atraídos pelo queijo e o transformaram, a partir de um hábito alimentar, em fonte de interesse comercial e lucrativo.

Este livro, em edição muito bem cuidada pelo autor, faz uma viagem no tempo e no espaço que levará o leitor a conhecer caminhos que até então jamais havia percorrido. E que leitor não gostaria de testar sua curiosidade e provar essa iguaria?

O primeiro lançamento foi na praça do Abacaxi, no Mercado Central de Belo Horizonte, em 13 de dezembro de 2014, um local realmente bem escolhido para o evento.

Pedidos para o email: mm.netto@yahoo.com.br ou geoqueijo@yahoo.com.br

Marcos autografa o livro

Visão do alto

Em plena atividade de lançamento, na praça do Abacaxi

Em diálogo com os leitores


4 comentários:

geografianaweb disse...

Conheço o Marcos Mergarejo desde 1996, quando iniciamos o curso de Geografia na UFMG.

o resultado dessa pesquisa é apenas a expressão da seriedade com a qual Marcos desenvolve seus trabalhos na área de Geografia, desde longa data.

Mais uma vez parabenizo-o pela publicação.

Eliano Freitas

Marly Nogueira disse...

Marcos elaborou uma tese que mescla, com inteligência, Geografia e História,e, tal qual um bom queijo, com uma boa pitada do sal da aventura.

Profa. Marly Nogueira (UFMG)

Cláudia Cristina da Silva disse...

Marcos Mergarejo com este trabalho vem mostrar em mais uma prova fiel que Cataguases tem trabalhos e muita cultura que por muitas vezes são ou estão escondidas devido ao pouco valor que tem a cultura em nossa cidade; só que ao mesmo tempo trás um ponto positivo: que mesmo sem muito incentivo somos capazes de produzir trabalhos em prol do nosso próprio esforço e reconhecimento e que somos capazes também de produzir trabalhos valiosos. Parabéns Marcos, Cataguases te recebe de braços abertos.

Anônimo disse...

Felicitaciones por este trabajo tan original! Es un verdadero aporte! Guillermo Velázquez (CONICET-Argentina)