12/31/2014

TODOS OS DIAS DE POMPEIA

Um dos mais finos prosadores que o século XIX produziu no Brasil foi Raul Pompeia.

No entanto, poucos críticos da sua época puderam perceber isso, na teia sutil de sua escrita impressionista, de que ressaltam também temperos expressionistas.

Emergindo de um ambiente entre um romantismo tardio e um modismo naturalista, Pompeia teceu uma renda tão trabalhada que, com apenas um livro – O Ateneu –, ocupa um nicho especial na ficção brasileira oitocentista.

Para se ampliar o conhecimento desse grande autor, nada melhor do que a leitura do lançamento da Editora Gryphus intitulado Raul Pompeia - biografia, escrito pelo pesquisador Camil Capaz.

Finalmente, as biografias dos nossos escritores vêm despertando interesse nos estudiosos, e abrindo um caminho para o entendimento maior do tempo em que viveram os biografados e das circunstâncias que ensejaram suas obras.

A biografia de Capaz descortina o cenário político e social da Corte (Rio de Janeiro) no final do século XIX, levanta episódios da vida agitada de Raul Pompeia e, principalmente, ilumina a trajetória do artista que deixou contribuição inestimável, não só para a literatura, pois participou como jornalista de muitos fatos da vida do país (Abolição, República etc.)


O escritor Raul Pompeia em 2 imagens.

Nenhum comentário: